domingo, 7 de junho de 2009

Entrevista sobre as Fonte Entulho


- Assista parte da entrevista concedida ao blog Jornal em Pauta editado por estudantes de jornalismo da Faculdade Metodista de São Paulo em março de 2009.

http://jornal-em-pauta.blogspot.com/

sábado, 20 de dezembro de 2008

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

domingo, 28 de setembro de 2008

Deixar as partes internas bem unidas facilita o trabalho dos pintores e cria distorções que tornam fontes corriqueiras algo especial.

Tipografia é território das sutilezas, ainda que sobre aço.


Letrinhas peludas me lembram que preciso fazer a barba...

Letrinhas em treino com bola.

Divino maravilhoso!

sábado, 27 de setembro de 2008







Uma mesma caçamba pode render diversos detalhes interessantes que passam despercebidos no caos da cidade.



Entulho Forró é a primeira das fontes que criei a partir da pesquisa sobre as caçambas e foi feita para a capa do CD Dia de Roda da banda Forro In The Dark.
Os excessivos recortes imitam a técnica usada pelos pintores de caçambas e resultam uma textura interessante. Os cantos são arredondados pelo possível borrão do spray.
Foram desenhados dois corpos para a capa do CD e cada um deles tem detalhes diferentes pois a largura dos recortes é igual.
Prometo que um dia vou criar os demais caracteres e digitalizá-los.

A capa do CD pode ser vista mais abaixo, numa postagem anterior.

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Navalha na carne!

Quem não se conect@ se trumbic@.



Caçambas Yara têm um repertório bastante interessante.
Atenção para o "gov" e o G com rabinho de gato.
Para provar que observação de caçambas pode ser um safari tipográfico, mostro as contribuições do Sr Manolito.


Mande também as suas. Afinal, se entulho é um problema mundial você também deve ter as suas caçambas.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Riscos de extinção.
Uma girafa perdida no Largo do Arouche.

domingo, 13 de julho de 2008



Eu fiz as fontes para a capa deste CD a partir da pesquisa com as caçambas.
Forro in The Dark é uma banda de música brasileira sediada em Nova York.
A ilustração feita com terra é de Celaine Refosco.
O som está fazendo muito sucesso, ouçam: www.forrointhedark.com

Este cartaz eu criei para o concurso do Museu da Casa Brasileira.
É um alerta para que os designers se preocupem também com o fim dos objetos.
Afinal, um dia tudo vira entulho., até as melhores idéias.

Espero que o pessoal do Museu tenha jogado minha proposta de cartaz no lixo reciclável, já que o júri não gostou. kkk












A Times New Roman ficou muito mais New assim.
Totalmente tipografia experimental de vanguarda.
Algo me diz que os Ss estão de cabeça para baixo...
Onde andará David Carson?


Estas eu encontrei no Pacaembu.
Bairro nobre merece fontes mais chiques, né?
Então pode-se notar um certo toque de Art Déco.
Os noves da Leão são pérolas!

Algumas informações são vazadas no metal ou então escritas com solda.
Esta técnica dificulta que sejam apagadas em caso de roubo ou que sucessivas pinturas cubram o RG da peça.



Sobreposição de "camadas de informação"




Estas letras são particularmente incríveis.
Encontrei na praça Benedito Calixto, junto às mais descoladas lojas de decoração da cidade.
Então está tudo contextualizado.

A lei obriga a escrever mas, para nossa sorte, não obriga a ler. kkk

sábado, 12 de julho de 2008



Deveria estar escrito LIMPURB mas algo fugiu ao controle.
Ficou bom também.


Os nomes das "firmas" são bem legais!
Lelé Jr., Transdequinha, Formiga Disk Entulho, Chamou Chegou etc.
Simpatia é importante. Afinal, simpatia é quase amor.

Design italiano de primeira!
O reflexo do flash é prova de que fotografar caçambas é um ótimo programa noturno.
Já que a noite paulistana está meio fraca com a Lei Seca.






W W W assume formas variadas, algumas além dos limites da legibilidade



















Os números merecem atenção especial.

Os oitos geram soluções criativas porque é necessário manter as partes internas unidas.


O zero com uma cruz no centro é dramático!